Última locação: Mangueira. Imagens que emocionam




Algumas vezes, imagens dizem mais do que mil palavras…

Fábio Pestana, diretor de fotografia e produtor, e Jane de Almeida, diretora e coordenadora do projeto Estereoensaios junto à RNP, ou seja, a viabilizadora do que se fez nessa semana no Rio, emocionam-se com as imagens da Estação Primeira da Mangueira em 3D no monitor da câmera.

É por essas e outras que dissabores, preocupações e questões surgidas no transcorrer da produção deixam de ter sentido, e tudo que é especial e belo permanece. Inclusive em uma pesquisa ou principalmente nela.

From EstereoEnsaios

From EstereoEnsaios

Estereógrafo chega ao Rio para filmar “Estereoensaios”

Na nublada manhã de 06 de julho desembarcou no Rio de Janeiro o estereógrafo Keith Collea, para trabalhar no filme “Cinco ou seis ensaios em busca de uma narrativa” ou “Estereoensaios” produzindo e supervisionando os efeitos estereoscópicos com equipamentos de última geração.

Keith chegou ao Galeão com 22 cases em equipamentos e muito excesso de bagagem. Graças à ação competente da Alfândega, estereógrafo e equipamentos foram liberados. As câmeras Red Epic em 3D são as mais inovadoras do cinema mundial e é a primeira vez que o próprio estereógrafo as utiliza na produção de conteúdo cinematográfico.

Amanhã, dia 07, será todo dedicado à montagem das câmeras no Rig e sexta-feira terá início a filmagem.

Clique na imagem para ver as fotos da chegada das câmeras Red Epics no Rio de Janeiro.

Equipe de “Estereoensaios” começa a chegar no Rio de Janeiro

Nesta terça-feira, 05 de julho, a equipe executiva do filme desloca-se de São Paulo (Mackenzie)  e Juiz de Fora (Universidade Federal) para o Rio de Janeiro.

Após minutos de vôo internacional, táxi e check in no hotel, foi o momento de conferir com a produção local e com a RNP passagens, estadias, horários, profissionais, equipamentos, transporte, locações, ou seja, fechar o filme.

A diretora, Jane de Almeida, desde o dia anterior encontrava-se na cidade fechando as ações deste projeto (“Criação de Conteúdo Visual” do Grupo de Trabalho Visualização Remota de Aplicações Avançadas).

Cristo ou não Cristo?

Uma das grandes discussões de “Cinco ou seis ensaios…” foi se filmavámos ou não o Cristo Redentor, símbolo do Rio de Janeiro e eleito em 2007 como uma das maravilhas do mundo. Nossa diretora, Jane de Almeida, foi enfática: “Sem Cristo”, busca-se um olhar diferenciado, a experimentação.

Houve sim muita discussão e o indicativo de várias possibilidades, ângulos, situações. Dias e reuniões foram motivadas pela ausência pressentida. Até que Jane nos mostrou este trecho do filme “Ulysses Gaze” (To vlemma tou Odyssea), “Um olhar a cada dia”, em português, de Theo Angelopoulos, e a discussão acabou. Todos condordamos que este seria o melhor plano de filmagem.